Especial... Tropa de Elite

úFoto: Rogério Resende

O filme não é sobre mocinhos e bandidos. Olha só, eu acredito que as pessoas fazem escolhas de acordo com as possibilidades que tem. E quais são as opções que um policial pode fazer hoje? Ou se corrompe, ou se omite ou vai pra guerra. A guerra é a opção do Capitão Nascimento. Mas isso não significa que eu concorde com essa opção ou com as outras duas.

 

José Padilha
Diretor do filme Tropa de Elite.
Outubro 2007

Quando vim para o Rio, minha família lá no Paraná ficou preocupada. Em todo lugar tem violência, mas aqui é muito próximo!

 

Fernanda Machado
Atriz, que interpreta a estudante Maria no filme Tropa de Elite, desabafando sobre morar no Rio de Janeiro.
Outubro 2007

Foto: Rogério Resende

Foto: http://diariodeumpm.net

A gente sofreu muito. Era um trabalho emocional e físico muito forte. Na preparação, a gente passou por tudo aquilo que aconteceu no filme. Fizemos a preparação como se fôssemos alunos do Bope. Para ser Bope, você tem que comer o pão que o diabo amassou. O treinamento foi radical. Eles fizeram com a gente o que eles fazem na vida real. Ficamos duas semanas num sítio com seis treinadores, atirando, apanhando e se defendendo. Andamos na lama, comemos lama.

 

Caio Junqueira
Ator, sobre as filmagens de Tropa de Elite, onde interpreta o policial Neto.
Outubro 2007

Não vejo o Capitão Nascimento como um herói. E com certeza nenhuma das pessoas envolvidas no filme o vê como herói ou salvador. O modo com que as pessoas recebem o filme não me incomoda. O que me incomoda é as pessoas acharem que essa leitura é nossa. Se as pessoas estão fazendo essa leitura é um reflexo de alguma forma do pensamento político dessas pessoas ou de um caos generalizado que tenha levado às pessoas a acreditarem nisso. O Capitão Nascimento não questiona se ele tem que matar ou não. Matar o vagabundo com a arma é o trabalho deles. Não tem titubeação do tipo "ah, será?" Será que o bandido é um pai de família? Eu assisto ao filme e digo: pô, que tragédia, que pena.

 

Wagner Moura
Ator, protagonista do filme Tropa de Elite, no qual interpreta o Capitão Nascimento.
Outubro 2007

Foto: Divulgação

óFoto: Divulgação

Como brasileiro, tenho até pena dos dois pobres coitados montados naquela moto com um par de capacetes velhos e um 38 bem carregado. Agora, como cidadão paulistano, fico revoltado. Juro que pago todos os meus impostos, uma fortuna. E, como resultado, depois do cafezinho, em vez de balas de caramelo, quase recebo balas de chumbo na testa. Onde está a polícia? Onde está a Elite da tropa? Quem sabe até a Tropa de elite! Chamem o comandante Nascimento! Está na hora de discutirmos segurança pública de verdade.

 

Luciano Huck
Apresentador, que teve teve seu Rolex roubado durante um assalto no semáforo, em São Paulo.
Outubro 2007

Todos nós sabemos que não há contrato social no Brasil hoje que possibilite a alguém andar com tranqüilidade com um Rolex. A riqueza virou crime. Inverteram os valores, amigo Huck: trabalhar e ganhar dinheiro honestamente te torna alvo do banditismo. Por isso, temos de estar juntos em defesa de uma polícia mais bem paga, mais bem preparada.

 

Rodrigo Pimentel
Ex-capitão do BOPE, co-roteirista do filme Tropa de Elite, sobre o assalto pelo qual passou o ator Luciano Huck.
Outubro 2007

Foto: http://ego.globo.com


VISUALIZAR DESABAFOS DE OUTROS ANOS

www.desabafodromo.com.br