Foto: Delson Silva

Não é nada agradável fazer cenas sensuais, sob nenhum aspecto. Não gosto particularmente, mas sou uma atriz a serviço do personagem. Só que esse tipo de cena não caracteriza meu trabalho!

 

Carolina Ferraz
Atriz, 43 anos, que protagoniza cenas quentes com o ator Rodrigo Lombardi, na novela O Astro, em remake exibido pela Rede Globo no horário adulto.
Julho 2011




Herculano arranca a calcinha de Amanda e os dois transam no banheiro de uma boate! Essa foi uma das cenas que Carolina Ferraz gravou com o ator Rodrigo Lombardi, com as bençãos dos autores do remake, que pretendem mostrar muitas cenas desse tipo, rasgadas e que denotem a porção humana de cada personagem. Bravo! Um misto de coragem e ousadia que nada foge da vida real, conferindo veracidade, credibilidade e realismo à trama. Boa parte do público atualmente clama por histórias que apresentem teor realista e que estejam em conformidade com o cotidiano vivenciado por cada um. Isso promove uma interação e uma atenção maior do público com o teor da história, pois ele se sente em condições de se envolver, opinar e as emoções transmitidas são mais facilmente absorvidas por ele. E se há emoção sendo captada, isso significa que o resultado esperado está sendo alcançado. Não há o que criticar, ponto para os autores do remake.

A maioria dos atores e atrizes sente-se desconfortável ao gravarem cenas de sexo. Uma coisa é fazer sexo na privacidade do lar, entre quatro paredes, com a absoluta certeza de que não há ninguém observando ou conferindo algum detalhe. Outra coisa totalmente diferente é gravar uma cena similar, artificial, conferindo realismo e naturalidade à mesma, com várias pessoas ao redor, iluminadores, câmeras, zoom para captar todos os detalhes, diretor dizendo o que fazer, como fazer e sobretudo profissionalismo, pois por mais real que possa parecer a cena, é uma cena montada, não espontânea, e deve existir o respeito mútuo entre os atores participantes, que naquele momento emprestam seu corpo para o personagem. Em resumo, quem está participando da cena não é propriamente o ator que dela faz parte, mas o personagem que ele representa. O ator em si, em sua individualidade, não tem relação com os papeis que representa, seja em cenas de sexo ou em quaisquer outras.

Por outro lado, não podemos generalizar e tomar os conceitos como regras fundamentais que sempre são seguidas. Existem atores que se sentem absolutamente à vontade ao gravarem cenas sensuais e que não se importam se existem pessoas ao redor ou não. Tudo é uma questão da inclinação pessoal de cada profissional para determinado tipo de atuação, ou seja, uma espécie de especialização para representar este ou aquele tipo de personagem, embora a versatilidade seja uma qualidade desejada para os bons atores, como é o caso da Carolina Ferraz, que mesmo afirmando que não é agradável e que não gosta de fazer cenas sensuais, está desempenhando seu papel de maneira magistral e louvável. Ponto também para ela.

Próximo desabafo Desabafo anterior

VISUALIZAR DESABAFOS DE OUTROS ANOS

www.desabafodromo.com.br