Fábio Assunção - Foto: PressPhoto

Eu repudio, de todas as maneiras e em nenhum caso, qualquer manifestação que provoque constrangimento à qualquer pessoa, seja o motivo que for. Imagino o desconforto do público tendo que engolir um alimento tão estragado e enjoativo, levado a acreditar que isso é bacana. O que é perecível passa, não resiste ao tempo. E é um desafio de gente grande, de grandes artistas, não preterir a inteligência e o bom gosto quando os risos estão sendo conquistados com tão pouco, com migalhas, por um público com a crítica ainda em formação. Isso para mim traz à discussão que existem tarefas muito mais grandiosas para um artista brasileiro hoje, além de fazer sua própria arte. Há um público a ser conquistado, carentes de humor, que merecem outro approach, consideração e encaminhamento.

 

Fábio Assunção
Ator, 40 anos, sobre o comentário feito pelo humorista Rafinha Bastos, ao dizer que a operadora de telefonia Nextel oferece serviços à prostitutas e traficantes e que por isso tem Fábio como seu garoto-propaganda.
Outubro 2011




O humorista Rafinha Bastos, integrante do programa CQC, exibido pela Band, está extrapolando. Depois de comentar sobre a cantora Wanessa Camargo, que está grávida, dizendo que "comeria ela e o bebê", dessa vez atacou o ator Fábio Assunção, que é garoto-propaganda da empresa de telefonia móvel Nextel, dizendo que como a operadora de telefonia oferece serviços para prostitutas e traficantes, "não é à toa que tem Fábio Assunção como garoto-propaganda". Essas atitudes do humorista e seus comentários desmedidos estão causando repulsa em inúmeras pessoas, que reprovam veementemente essa infeliz maneira de achar que está sendo engraçado quando na verdade está literalmente ofendendo a honra e a dignidade das pessoas. Rafinha Bastos está sendo processado pela família da cantora Wanessa, que exige indenização por danos morais. Também foi afastado do programa CQC, por conta de suas declarações sobre a cantora. Se continuar nesse ritmo, vai acabar falindo por conta dos tantos processos que vai tomar devido ao seu péssimo senso de humor. Se fazer um humor saudável está difícil para ele, não justifica atacar as outras pessoas para tentar ser engraçado. Existem maneiras politicamente corretas de fazer humor e de fazer as pessoas rirem, mas que dependem da criatividade do humorista. Quando esta falta, infelizmente alguns acabam apelando e o que era para ser humor acaba se tornando uma piada de mau gosto.

Não é qualquer pessoa que consegue ser engraçada e fazer os outros rirem. É necessário que haja talento para isso. Quando não existe o talento e tenta-se forçosamente o embrenhamento por esse caminho, ao invés da pessoa parecer engraçada ela acaba parecendo chata, beirando as raias do ridículo. A pior coisa que pode acontecer para um humorista é fazer uma piada que acha que é engraçada e sua platéia permanecer inerte, sem esboçar a reação pretendida, que é geralmente o riso. Ao contrário, quando a pessoa tem o requisitado talento para o humor, não se fazem necessários maiores esforços para se arrancar esses risos do público. Tudo transcorre naturalmente, sem dificuldades por parte do humorista. Não existem fórmulas para se tornar engraçado. A pessoa engraçada assim o é naturalmente, faz parte de seu ser, já nasceu com esse dom. O que o humorista pode fazer é aperfeiçoar suas qualidades natas, mas nunca tentar fabricá-las, pois não há meios para isso que realmente funcionem. É o mesmo que tentar ensinar uma pessoa destra a escrever rapidamente com a mão esquerda. Ela até pode conseguir fazer alguns rabiscos, mas nunca sua caligrafia será como a da mão direita. Raciocínio análogo se aplica para quem tenta ser engraçado, mas sem ter o dom para tal. Até consegue fazer algumas piadinhas, mas nunca será tão engraçado como quem possui o talento para isso. Na verdade, só de olharmos para a cara de um humorista nato já sentimos vontade de rir, sem que o mesmo diga uma palavra sequer.

Atualmente as pessoas estão mais exigentes com relação ao humor. Carecem de um humor mais inteligente, que desafie seu raciocínio. Velhas piadinhas que já fizeram nossos avós rirem, hoje já não funcionam mais. Mesmo as pessoas mais jovens, por conta de todo bombardeio tecnológico a que são submetidas diariamente, tiveram um precoce crescimento intelectual e, por conta disso, necessitam de um humor mais refinado. Piadinhas do tipo "toca aqui (estendendo a mão), deixa que eu toco sozinho (simulando tocar violão)" já não fazem o mínimo efeito, mesmo nas crianças. O que dizer então de um humorista que declara que comeria a cantora Wanessa e seu bebê? Onde está a graça nessa declaração? Pretendia ele arrancar risos de seu público ao fazer tal afirmação? O agravante nesse caso é que, mesmo passado mais de um mês após essa afirmação, Rafinha Bastos não teve a humildade de se desculpar. Poderia ter dito que foi uma coisa de momento e que, sem pensar, acabou dizendo o que não devia. Seria melhor, nobre, e todos entenderiam. Ninguém é perfeito e atire a primeira pedra quem nunca disse algo que não deveria dizer e se arrependeu depois. Mas nosso humorista preferiu manter sua descompostura e não voltou atrás, como que ainda mantendo o desejo de "comer Wanessa e seu bebê". Conseguiu ainda piorar sua reputação ao ofender o ator Fábio Assunção. Isso é humor? Quem será o próximo?

Próximo desabafo Desabafo anterior

VISUALIZAR DESABAFOS DE OUTROS ANOS

www.desabafodromo.com.br