Quando eu era mais jovem, não tinha onde morar em Los Angeles. Vivia dentro de um carro, sem dinheiro. Quando batia a fome, deixava alguém me pagar um sanduíche. Sabe o que isso significa? Como James Dean disse, você terá os seus braços amarrados atrás das costas se não aceitar fazer alguns favores sexuais. Temos a mente mais aberta quando somos mais jovens. Naquela época, eu estava explorando minha identidade sexual.

 

Thomas Jane
Ator, 42 anos, desabafando que já chegou a se prostituir para conseguir se manter em Los Angeles, quando ainda tentava iniciar sua carreira.
Outubro 2011

Thomas Jane - Foto: Larry Busacca



Talvez esse desabafo tenha uma maior repercussão por ser de uma pessoa famosa. Por ironia do destino, Thomas Jane interpreta um gigolô no seriado Hung, exibido pelo canal pago HBO. O fato é que o que aconteceu com ele no passado acontece até hoje com milhares e milhares de pessoas mundo afora, homens e mulheres. É o chamado "desespero pela sobrevivência". No mundo em que vivemos, sobrevivência está diretamente vinculada ao dinheiro, ou seja, sem dinheiro não há como sobreviver, não há como se vestir e nem se alimentar. Quando as pessoas não possuem uma fonte que lhes faça gerar esse dinheiro, por menor que seja a quantia, muitas delas optam por usar o próprio corpo como fonte geradora de renda. Emprestam o corpo para outrém por alguns minutos em troca do valor combinado. Isso é o que é conhecido como prostituição e foi o que Thomas Jane assumiu ter feito para sobreviver. Pode ser algo errado para alguns, mas talvez mais errado ainda fosse ele ter passado fome e não ter resistido a fase ruim que atravessava. Tudo é sobrevivência. Em situações extremas de fome, o ser humano é capaz de comer até um escorpião para não morrer. Na selva de pedra onde vivemos, não podemos recriminar quem luta para continuar vivo.

Outro argumento falho que algumas pessoas usam contra atitudes como a que teve que ser tomada por Thomas Jane é perguntar por que não arrumou um "emprego descente". A resposta é obvia e direta: se tivesse arrumado, não precisaria fazer o que fez. Nos dias de hoje, "empregos descentes" como quaisquer outros empregos, sejam descentes ou não, são muito difíceis de serem conseguidos. Não basta apenas querer um emprego para imediatamente já estar trabalhando e ganhando dinheiro. Tudo depende de inúmeros fatores, inclusive sorte. Mesmo para o pior emprego que se possa imaginar, não é fácil conseguir uma vaga. E nesse caso, o que fazer? Continuar passando fome? Isso tudo é uma questão social e reflete o despreparo e a falta de condições dos governos em manter uma sociedade longe das margens da pobreza. Um exemplo é que no Brasil, o mesmo dinheiro arrecadado através dos impostos, e que é gasto a esmo pelos governantes, serviria para manter o triplo do número de pessoas pobres que vivem no país, num padrão de vida próximo ao da classe média. Ao contrário disso, esse dinheiro é usado para satisfazer vontades pessoais de uma pequena dezena de pessoas, mas que possuem o poder de controlar o destino de algumas outras milhares.

Em alguns países a prostituição é encarada como uma profissão. Prostitutas possuem carteira de trabalho e gozam de benefícios trabalhistas oferecidos pelo governo. Em outros países, prostituição é crime gravíssimo e uma prostituta, se descoberta, é apedrejada até a morte. No Brasil, a prostituição é permitida. O que não é permitido aqui é o aliciamento, ou seja, uma pessoa ganhar dinheiro com a prostituição de outra pessoa. Aqui os cafetinos são vistos como criminosos e não as prostitutas. Como se vê, cada local tem sua própria filosofia e os valores mudam conforme se vai, para norte ou para sul. Quem está certo? Não se pode ter duas opiniões contrárias e as duas estarem corretas. Quem está com a razão? Se formos nos embrenhar a fundo nesse tema, veremos que quanto mais pesquisamos, mais e mais opiniões diferentes são coletadas. Cada qual pensa de uma maneira e tem uma opinião única e particular a respeito do assunto. Novamente, quem está certo? A resposta para essa pergunta é simples: quem está certo é você! Unicamente você! Use o seu discernimento e sua sabedoria para avaliar a situação e tomar uma posição. Imagine-se numa situação onde esteja literalmente delirando de fome. O que você faria? Entregaria os pontos e morreria de fome, sairia para roubar ou se prostituiria?

Próximo desabafo Desabafo anterior

VISUALIZAR DESABAFOS DE OUTROS ANOS

www.desabafodromo.com.br