Gaby Amarantos - Foto: http://gabyamarantos.com

Ao postar fotos com minha família na piscina de plástico algumas pessoas questionaram minha situação financeira. Fico feliz em ajudar muita gente a se aceitar e a ver que felicidade é só questão de ser. Minha intenção nem é me explicar ou mostrar condições, mas ajudo a refletir sobre a perda de valores, é preciso saber viver! É porque estamos acostumados com gente que ganha dinheiro e logo se muda ou compra o carro mais carro para provar à sociedade suas posses. Daí eu chego, faço meu trabalho, ganho boa exposição permanecendo na minha comunidade. "Neguim" não entende o quanto eu sou feliz no Jurunas! Viva a piscina de plástico, e festa na laje e ao churrasquinho de gato! Eu que não queria ser o Eike Batista, nada contra, mas ser Gaby é tão bom! "Tem gente que é tão pobre, tão pobre que... só tem dinheiro". Nada contra o luxo, eu adoro, dinheiro também, mas nada de me escravizarem.

 

Gaby Amarantos
Cantora, 33 anos, desabafando sobre o fato de ter sido criticada por ter postado no Twitter uma foto onde aparece com sua família dentro de uma piscina de plástico.
Julho 2012




Tem gente que é tão pobre, tão pobre que... só tem dinheiro. Absolutamente perfeito e completo o desabafo de Gaby Amarantos. Em poucas palavras, disse tudo o que era preciso falar, criticou a hipocrisia da sociedade, mostrou que existem outros valores maiores do que o dinheiro e sobretudo mostrou o que muitas pessoas que tem dinheiro não conseguem mostrar, mostrou que é feliz, feliz de verdade! Nada de combater o dinheiro, pois todos sabemos que ter dinheiro é bom, traz conforto, segurança e bem-estar, mas a questão reside no fato que o dinheiro acaba escravizando a grande maioria das pessoas que, uma vez tendo alcançado um patamar financeiro situado um pouco acima de onde está a grande massa, passam a sentir-se superiores e, como que impelidas por uma forte correnteza, arrastam para si dezenas de deveres e obrigações, as mais fúteis possíveis, tornando-se absolutamente escravas, no sentido literal da palavra. Sentem-se no dever de mostrar para a sociedade que estão sempre muito felizes e bem de vida e, para isso, compram o carro do ano, mesmo preferindo o carro mais antigo que possuiam, participam de variadas festas e reuniões que englobam personalidades da sociedade, mesmo não gostando de lá estar ou entendendo do assunto tratado, postam fotos das viagens que fizeram, sobretudo em colunas sociais, sempre sorrindo e aparentando felicidade, mesmo que a viagem tenha sido uma total tragédia. Precisam a todo custo mostrar e manter constantemente o status de pessoas que têm dinheiro. Postar uma foto dentro de uma piscina de plástico? Jamais! Piscinas de plástico são típicas de pessoas pobres, sempre improvisadas, e nunca uma pessoa considerada rica poderia entrar dentro de uma delas. Pobres dessas pessoas ricas, que vivem algemadas dentro do mundo fútil e sem sabor que elas próprias criaram para si.

Chega-se num ponto onde se faz necessário diferenciar o que é ser rico do que é ter dinheiro. Embora, no uso popular, esses dois termos se confundam, pois chamamos de rico todo aquele que tem dinheiro, é chegada a hora de mudar esse conceito, porque ser rico abrange a fartura de dezenas de outros fatores e o dinheiro é apenas um mero detalhe, sem contudo deixar de ser importante, mas ocupando um espaço pequeno dentro de um gigantesco mar de coisas e valores que somente aqueles que ultrapassaram a barreira da futilidade conseguem perceber. Talvez seja a liberdade o maior indicativo de riqueza de uma pessoa. Liberdade para andar no carro que preferir, usar a roupa que desejar, rir daquilo que achar engraçado, deixar de comprar algo porque achou caro, mesmo tendo dinheiro suficiente, enfim, liberdade para se divertir com sua família dentro de uma piscina de plástico. Ser rico é possuir valores, sabedoria, vivência, é poder transmitir isso a quem necessita. Ser rico é ter sensibilidade, é perceber nas coisas mais sutis a imensidão de significados que apresentam e regozijar-se com as sensações que eles proporcionam. Ser rico é possuir uma família unida, que vive em paz, é ter amigos sinceros, com os quais sabe-se que sempre poderá contar. Quanto de dinheiro é necessário para comprar um pouco de saúde, alguns anos a mais de vida? Muitos já pagaram milhões aos hospitais por alguns anos, ou meses, a mais de vida. Qual riqueza maior existe do que poder naturalmente desfrutar de boa saúde, podendo acordar forte e disposto todas as manhãs? Definitivamente, ser rico ultrapassa a barreira do mero possuir dinheiro. Definitivamente, existem pessoas que possuem muito dinheiro, mas são absolutamente pobres, escravas de si mesmas, vivendo aprisionadas num mundo de futilidades sem ao menos entenderem os porquês de sua existência.

O MENINO RICO

Maria Alice do Nascimento e Silva Leuzinger
O Diário de Marcos Vinícius

Nunca tive brinquedos.
Brinco com as conchas do mar
E com a areia da praia
Brinco com as canoas dos coqueiros
Derrubadas pelo vento.
Faço barquinhos de papel
E minha frota navega nas águas da enxurrada.
Brinco com as borboletas nos dias de sol
E nas noites de lua cheia
Visto-me com os raios do luar
E na primavera teço coroas de flores perfumadas.
As nuvens do céu são navios
São bichos, são cidades.
Sou o menino mais rico do mundo
Porque brinco com o universo
Porque brinco com o infinito.


Próximo desabafo Desabafo anterior

VISUALIZAR DESABAFOS DE OUTROS ANOS

www.desabafodromo.com.br