Ricardo Darin - Foto: Getty Images Europe

Me ofereceram fazer um traficante mexicano. E por que querem que eu faça um traficante mexicano? Parece que todos os traficantes são latino americanos no país que tem o maior consumo da face da Terra. Primeiro, não gostei. E, segundo, eu queria voltar para casa. Fazia seis meses que estava fazendo teatro em Madri. Queria voltar para casa ver minha mulher e meus filhos. Me encheu o saco porque a agente me disse que eles não aceitavam um "não" como resposta. E automaticamente, depois de uma semana eu dizendo não, não e não, todos os dias eles estavam na porta do teatro. Depois disso passaram para uma outra faceta, que era: “É uma questão de dinheiro? Mas isso não é nenhum problema.” Não, não! Não me interessa!

 

Ricardo Darin
Ator, 56 anos, sobre ter recusado filmar Chamas da Vingança, filme dirigido pelo diretor Tony Scott.
Novembro 2013




Nos Estados Unidos, homem culto gosta de mulher com bumbum bonito e peitinho não muito grande. Os que não são muito cultos, como mecânicos, caminhoneiros, gostam de mulheres com peitos ridiculamente grandes. Já no Brasil não é bem assim, mas eu sinceramente não entendo essa tendência de mulher rã que acontece aqui enquanto o resto do mundo gosta das magrelas. Não gosto de mulher rã. Acho a aparência bombada, muito masculina. Eu particularmente não entendo como um homem pode gostar de uma mulher que tem a perna mais grossa do que a dele.

 

Robert Rey
Cirurgião plástico, 52 anos, sobre a tendência das mulheres brasileiras de cultivarem pernas grossas e musculosas e cintura fina, as quais ele chama de mulheres-rãs.
Novembro 2013

Robert Rey - Foto: FameFlynet Pictures


Próximo desabafo Desabafo anterior

www.desabafodromo.com.br